O “Milagre” da Contribuição Única

Antes de tratarmos do “milagre” da contribuição única, vamos lembrar, que de acordo a nova regra do INSS, para ter acesso a aposentadoria por idade é necessário ter contribuído no mínimo 15 anos com a previdência, sendo que o homem tenha idade mínima de 65 anos e a mulher idade mínima de 60 anos.
Para que o segurado receba um benefício de valor maior, é possível a exclusão das menores contribuições, inovação trazida pela Reforma Previdenciária (EC 103/2019), conforme previsão do §6º do artigo 26.

Isso significa dizer que o segurado poderá optar por excluir alguns períodos contributivos do cálculo do seu benefício, correspondente aos menores salários de contribuição, que consequentemente prejudiquem a média do salário no cálculo de sua aposentadoria.
Assim, com a nova regra, os segurados poderão multiplicar o valor de seus benefícios quando estiverem próximos de atender os requisitos para requerer as suas aposentadorias.

Uma única contribuição pode mudar a aposentadoria e a vida do segurado. Por isso, recomendamos a todos os segurados a realização de um PLANEJAMENTO PREVIDENCIÁRIO, antes de solicitar qualquer benefício ao INSS, para verificar as possibilidades e oportunidades de melhorar a sua aposentadoria, como por exemplo, o “milagre” da contribuição única.

Entre em contato: FFM Advogados associados em Ribeirão Preto.

Deixe um comentário

Deixe um comentário